Catas Altas participa da 6ª Jornada do Patrimônio Cultural de Minas Gerais

Catas Altas está participando neste mês de agosto da 6ª Jornada do Patrimônio Cultural de Minas Gerais (JPC-MG) “Outros olhares sobre o Patrimônio Cultural”. O evento, que começa amanhã (01) e vai até 31 de agosto, é uma ação promovida pela Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais, por meio do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha/MG).

Esta é a sexta vez que o município participa da Jornada, que tem por finalidade mobilizar municípios, entidades e agentes culturais em torno do objetivo de estimular e desenvolver atividades que sensibilizem a sociedade para a promoção, valorização e preservação do patrimônio cultural.

Cada município pôde se inscrever apresentando até cinco atividades, que foram avaliadas por uma comissão, formada por membros da organização da Jornada do Patrimônio Cultural, que obedeceram a vários critérios para a aprovação.

De Catas Altas, estão programadas: Exposição de Objetos antigos, História dos Vinhos de Uva e Jabuticaba (fermentado de jabuticaba) e Licores catas-altenses, e fotos antigas de Catas Altas; oficinas de Conservação Preventiva em Bens Culturais – Educar para Preservar; O que a Educação tem a ver com o Patrimônio? e Surgimento das Primeiras Vilas e a Organização do Espaço Público. Além de apresentação cultural no Dia Nacional do Patrimônio Histórico.

As inscrições para as oficinas podem ser feitas, gratuitamente, no Centro Cultural Tenente-coronel João Emery, das 7 às 11 horas e das 13 às 17 horas. Cada atividade tem o limite de 20 vagas.

Valorizando o patrimônio – A valorização do patrimônio cultural é uma preocupação do município, que, desde 1999, desenvolve um Projeto de Educação Patrimonial junto as escolas e comunidade, intitulado “Garimpando Nosso Patrimônio”.

Programação:

> De 1º a 31 de agosto (de segunda a sexta) – Exposição de Objetos antigos, História dos Vinhos de Uva e Jabuticaba (fermentado de jabuticaba) e Licores catas-altenses, e fotos antigas de Catas Altas.

Local: Centro Cultural Tenente-coronel João Emery.

Horário: das 7 às 11 horas e das 13 às 17 horas

> 3 de agosto – Oficina “Conservação Preventiva em Bens Culturais – Educar para Preservar”

Local: Ecuca

Horário: das 9 às 11 horas

– Teoria: Conservação preventiva, porque é importante!; Responsabilidades na preservação; Introdução ao Patrimônio Histórico – Diagnóstico de danos. Causas mais frequentes. Soluções.

Local: Capela do Rosário

Horário: das 13 às 15 horas

– Prática: Práticas para melhorar as condições de conservação do patrimônio – Rotinas e Vistorias.

> 10 de agosto – Oficina “O que a Educação tem a ver com o Patrimônio?”

Local: Casa do professor

Horário: das 9 às 11 horas

Local: Igreja Matriz

Horário: das 13 às 15 horas

Assunto: História da Igreja Matriz – Marco da riqueza aurífera catas-altense, além da religiosidade.

> 17 de agosto – Dia Nacional do Patrimônio Histórico

Local: Ecuca

Horário: das 14 às 16 horas

Atividade: apresentação cultural: Capoeira e Maculelê pelo Projeto Libertação da Capoeira de Catas Altas e Maracatu pelo Bloco Show de Catas Altas.

> 23 de agosto – Oficina “Surgimento das Primeiras Vilas e a Organização do Espaço Público”

Local: Ecuca

Horário: das 9 às 11 horas

Assunto: Como surgiram as primeiras vilas mineiras, e por sua vez, a nossa Catas Altas. Como se organizou o espaço público… ruas, praças etc.

Local: Centro Histórico da Sede

Horário: das 13 às 15 horas

Assunto: Um outro olhar sobre o Centro Histórico da Sede Municipal que teve início no século XVIII, bem no auge da mineração aurífera das Minas Gerais.