Brasão

O Brasão de Armas de Catas Altas é formado por escudo português, encimado pela coroa mural de oito torres. O campo de argente e sinopla é ocupado pela seguinte composição: três escudetes em chefe; à destra, um gibão; em chefe, um carbúnculo; e à sinistra, uma torre de igreja com um crescente de lua.

Do flanco destro até o ângulo sinistro da ponta, o Caraça; no canto destro da ponta, um lobo e à sinistra, o símbolo internacional do turismo.

Com suportes à destra e à sinistra, hastes de eucaliptos. Listel de goles carregado de sable com números e o topônimo identificador, formando: 1703 – Catas Altas – 1997.

Cores – Sinopla (verde); goles (vermelho); jalne (ouro); blau (azul); argente (prata).

Simbologia do Brasão

O escudo clássico flamengo-ibérico, usado no Brasão, foi introduzido em Portugal na época quinhentista e herdado pela heráldica brasileira, como evocativo a raça colonizadora e principal formadora na nacionalidade brasileira.

Coroa mural é símbolo de soberania, de defesa. É o símbolo universal da emancipação política e administrativa. As portas abertas proclamam o caráter hospitaleiro do povo catas-altense.

A cor goles (vermelho) na posição em que se situa na coroa mural e por ser no Brasil é a indicativa do direito e da justiça e significa: dentro destas portas “encontrareis a justiça”.

O gibão de bandeirante, de jalne representa os bandeirantes Manuel Dias e Domingos Borges, que idealizaram e abriram as matas, dando chance para que os primeiros povoadores os seguissem em busca do ouro, a fim de tomarem posse de suas terras, fundando o povoado de Catas Altas, em 1703.

O carbúnculo de argente na cor prata representa as pedras preciosas e os mineiros em geral. A torre da Igreja de Nossa Senhora da Conceição significa a proteção e as bênçãos para a cidade. O caraça é simbolizado do flanco destro até o ângulo sinistro da ponta. Nas matas do Caraça, em sua cor natural, está presente o lobo guará, símbolo da região.

O símbolo internacional do turismo está representado no canto destro da ponta. As hastes de eucaliptos representam o reflorestamento, um dos principais meios de desenvolvimento do município, ao lado do turismo.

Por fim, o Listel de goles identifica os anos de fundação e emancipação de Catas Altas, 1703 e 1997, respectivamente.

Significado das Cores:
Sinopla (verde) – honra, civilidade, cortesia, alegria, esperança, abundância;
Goles (vermelho) – dedicação, amor, pátrio, audácia, intrepidez, coragem, valentia;
Jalne (ouro) – riqueza, glória, nobreza, poder, força, prosperidade, soberania, mando;
Blau (azul) – justiça, formosura, doçura, nobreza, perseverança, lealdade, firmeza incorruptível, virtude;
Argente (prata) – paz, amizade, trabalho, pureza, religiosidade.

Bandeira

A Bandeira de Catas Altas tem as seguintes características:

Formas e cores:
Esquartelada em cruz, faixas vertical e horizontal branca (prata), quartéis de sinopla (verde) e o brasão de armas ostentado ao centro.

Construção modular:
– A largura desejada deve ser dividida em 14 partes iguais. Cada uma das partes será considerada um módulo (14M);
– o comprimento será de 20 módulos;
– a distância do extremo do quadrado central até a borda da bandeira será de 4 módulos;
– o brasão de armas ostentado ao centro será estampado em um círculo imaginário de 5 módulos;
– as faixas horizontais e verticais serão de 3 módulos;
– os quartéis terão 5,5 módulos por 8,5 módulos.

A bandeira de Catas Altas foi confeccionada, seguindo a tradição heráldica portuguesa, da qual herdou-se os cânones e regras, tendo as cores as constantes do campo do escudo e ostentando ao centro o Brasão de Armas.

A forma esquartelada em cruz simboliza o espírito cristão de seu povo. A faixa na cor branca que forma a cruz é o símbolo da paz. A faixa vertical simboliza a própria cidade, e o Brasão, o Governo Municipal.

A faixa horizontal simboliza a irradiação do poder municipal em todos os quadrantes do território. Os quartéis de sinopla na cor verde simbolizam o Parque Natural do Caraça.